comunicação design eventos fotografia Identidade Visual inovação marcas mídias sociais Sem categoria

Influbeauty: mais um case de sucesso da Defoco!

No dia 21 de janeiro de 2017, a Muriel Cosméticos realizou o primeiro evento voltado para influenciadores digitais: Influbeauty.

A Defoco participou do começo ao fim LITERALMENTE! A idealização do evento, criação de toda identidade visual, materiais impressos, decorações, planejamento, contato com assessorias, cotações e pesquisas de espaços adequados, qualificados e com boa localização, parcerias com celebridades, fotografias profissionais e principalmente no desenvolvimento das embalagens dos lançamentos bombásticos que estão agitando o mercado. Todas criadas pela Defoco, assim como todas as linhas comercializadas pela empresa, com uma parceria de mais de 10 anos!

Para abrilhantar o Influbeauty, a Defoco trouxe a celebridade Helen Ganzarolli, que teve participação especialíssima e atendeu todos com muita simpatia e carisma, sem contar as dicas que dividiu com as meninas! As influenciadoras digitais Ingredy Barbi e SOS Debb também compartilharam suas experiências como blogueiras e o que fazem para manter e crescer seu público cada vez mais!

Todo sucesso obtido se deve ao trabalho da Defoco, que idealizou e organizou todo o evento, pensando sempre no resultado final, desde os pequenos detalhes até as grandes atrações de forma profissional e bem estruturada. É uma honra para nossa agência ter esse case de sucesso em nossa história!

E o trabalho está apenas começando! Toda sustenção nas mídias sociais, estratégias de marketing digital e principalmente o acompanhamento de toda a divulgação que foi e será feita pelos influenciadores digitais que participaram, estão sendo especialmente monitorados por nossos profissionais!

Por isso, se você quer brilhar, assim como a Muriel Cosméticos, invista em divulgação profissional e estruturada! A Defoco é apaixonada por design de resultados e dá todo o suporte que sua marca necessita para se destacar dentre os concorrentes.

Acesse nosso site e saiba mais: www.defoco.com.br

5
comunicação design gestão estratégica internet mídias sociais Sem categoria

Por que contratar uma agência para cuidar da sua marca?

As empresas estão cada vez mais preocupadas com a maneira que são vistas pelos seus clientes. Por isso, tem investido cada vez mais na montagem e manutenção da imagem que desejam passar. Os clientes, por outro lado, dispõem de uma infinidade de plataformas para avaliar e olhar outras avaliações relacionadas a determina empresa.
Entre estas plataformas, estão as redes sociais, que têm servido cada vez mais como formadoras de opinião. Por esta razão, é fundamental que as empresas estejam com a imagem em ordem nas redes, tanto para atrair clientes quanto para manter fidelizados aqueles que já optam pela marca.
Apesar de parecer algo simples, cuidar das redes sociais de uma empresa não é algo que qualquer pessoa possa fazer. Isso porque é necessário entender exatamente como determina rede funciona e criar campanhas exclusivas para causar o impacto pretendido por quem as elabora.
Assim, o ideal para apresentar uma boa imagem da sua marca, é contratar uma agência de marketing que realize todo o trabalho com redes sociais, personalização dos logotipos, entre diversos outros serviços relacionados à comunicação da sua empresa. Confira alguns dos inúmeros motivos para contratar uma agência.
– Planejamento: As agências trabalham com objetivos específicos a serem alcançados e, para isso acontecer, é feito todo um planejamento relacionado a marca. Por já terem muito conhecimento no mercado, o trabalho para as agências se torna mais fácil e mais eficaz para os clientes.
– Produção de conteúdo: Cuidar das redes sociais da empresa não se trata apenas de publicar fotos, frases ou promoções. É necessário criar campanhas que realmente vão trazer resultados e melhorar a imagem da empresa. Com uma agência fazendo esse serviço, a sua empresa não precisa se preocupar em contratar um fotógrafo ou alguém para produzir vídeos. A agência coloca em prática todas as suas ideias.
– Análise dos resultados: Após realizar campanhas, a agência também analisa todos os resultados obtidos, o que precisa melhorar e o que deve ser mantido. Além disso, também são os profissionais da agência que monitoram seus concorrentes para saber como andam as campanhas deles.
Defoco Design de Resultados
Se você busca resultados significativos para a comunicação e o design da sua empresa, vale a pena conhecer a Defoco. A empresa oferece um design criativo e ousado para todo e qualquer tipo de marca, o que rendeu à agência o título e cinco prêmios de especialista em design de embalagem.
Por ter muita experiência envolvida na área, a Defoco oferece diversos tipos de serviços aos clientes, além de suporte frequente para qualquer tipo de dificuldade. Entre os trabalhos ofertados pela agência, estão: B2B, embalagem, fotografia, vídeo e web. Tudo adaptado de acordo com as necessidades de cada cliente.
A Defoco se destaca por oferecer soluções inéditas e se comprometer com o resultado que o cliente terá após adquirir os serviços da empresa. A essência da marca é baseada na integração entre design, estratégia e criatividade, proporcionando serviços que fogem do padrão e trazem resultados significativos.

comunicação design dia a dia internet marketing mídias sociais Sem categoria

Crescimento das Redes Sociais no mundo dos negócios

Redes Sociais: o braço direito do mundo dos negócios
O principal alicerce das empresas com o público. O principal contato com as pessoas. A forma de aproximação empresa-público que os estudos mais recentes da comunicação publicitária tanto batem na tecla; o contato, a intimidade. Trazer a humanidade às empresas, mudar a visão fria de uma grande empresa não ter coração, de demonstrar que alguém está ali por trás fazendo a comunicação entre a empresa e o público. É importante, é necessário. E as redes sociais trouxeram essa possibilidade. Uma vertigem que a televisão, o rádio ou os jornais não puderam proporcionar. As redes sociais, por isso, são diferentes.
E por essa diferença que alavancou o que tange a utilização de mídias sociais para propagar a empresa. É um contato mais prático, mais viral e muito mais rápido. Com as mídias sociais, em uma hora, é possível a propagação de 10, 15, 20 mensagens de publicidade da empresa. Na televisão era uma hora marcada, assim como rádio, e nos jornais e revista, poucas vezes a mensagem era vista mais de uma vez pela mesma pessoa. Já nas redes sociais, por exemplo, um vídeo pode ser repetido, repassado e reassistido dependendo do seu teor e mensagem contidos.
As redes sociais de destaque no mundo dos negócios
Mas o que faz essas as melhores opções para os empresários? Por que utilizá-las? Por que são ótimas opções? Neste subtítulo: quais as redes sociais e suas funções? Confira:
Twitter: dinâmico, rápido e inclusivo. O twitter é tido como uma rede social a parte. Com um grupo seleto que opta pelas piadas e a descontração. No twitter, uma mensagem pode chegar muito mais rápido ao outro lado do mundo, do que propriamente o Facebook, por exemplo. O twitter é uma ótima opção para mensagens rápidas em tons de brincadeira, imagens montagens e participação ativa nas movimentações da rede social (como um evento em evidência que esteja sendo muito comentado).
Facebook: o faz-tudo das redes sociais. Textão, textinho, vídeo, imagem, gif e tudo o que for possível. O Facebook não precisa de apresentação, precisa ser utilizado, abusado e constantemente divulgado.
Snapchat: trazer o dia a dia da empresa, trazer a vida diária da empresa. Enfim, trazer o consumidor para a empresa. É muito importante saber como a ferramenta pode ser importante para fazer promoções, pequenas propagandas e uma interação com o público.
Instagram: imagem, imagem e imagem. O instagram é um ótimo recurso para divulgar, afinal, atinge um público como o twitter, e tem recursos quase como um snapchat ou um facebook. É rápido, dinâmico e excelente para divulgação de fotos e promoções.
Importância de ter um social media por traz
É sempre importante ter alguém especializado no que tange as mídias sociais. Os social-media são especialistas em conteúdos de rede sociais e, ter uma equipe adequada, alavancará, com certeza, sua empresa para uma escala ainda maior.
E uma empresa preparada para dar o suporte necessário a empresa é a Defoco, especializada no design digital e manutenção de redes sociais, pode dar o suporte total a empresa que deseja decolar na publicidade. Uma boa publicidade na web pode transformar sua pequena empresa, numa grande empresa. Afinal, o público está na internet.

4
mídias sociais Sem categoria

Mídias Sociais: Quatro falhas, quatro dicas.

Da redação de um bilhete a um post nas mídias sociais, o cuidado que se tem que ter com a escolha adequada das palavras deve ser o mesmo. Assim como o artista plástico escolhe a cor mais adequada para transmitir determinado efeito em uma pintura, a redação de um texto deve obedecer aos mesmos princípios para não errar no significado que será transmitido.
O problema é que o desespero com relação ao tempo, o hábito crescente de realizar multitarefas e o despreparo profissional não dão conta de segurar a avalanche de crises nas mídias sociais.
Em 2012 algumas marcas se envolveram em escândalos online por não entenderem a proporção dos problemas que o uso de algumas palavras mal escolhidas podem tomar.
Palavras, símbolos e imagens são elementos da comunicação que devem ser escolhidos levando em consideração o público e os contextos socioculturais, econômicos, políticos e tecnológicos.
Marcas que não souberam reconhecer os contextos acabaram errando feio em 2012. Veja o que aconteceu e tome todos os cuidados para que sua marca não passe por momentos ruins como estes em 2013. Aliás, não só em 2013, mas que estejam protegidas sempre.

Caso #1 · McDonald’s
A rede de fast-food lançou em janeiro no Twitter a campanha #McDstories. O objetivo era conseguir histórias bacanas que os consumidores passaram dentro das lanchonetes da rede. Alguns usuários começaram a descrever experiências desagradáveis e associaram a hashtag, invertendo a campanha para algo negativo. A hashtag alcançou o TrendTopics mundial e demorou para sair.

Caso #2 · Lacta Bis
A marca Bis criou uma série de vídeos e em uma das assinaturas aparecia alguns produtos no formato da folha da maconha e a semelhança sonora do nome do canal com o nome científico da maconha – Canal Bis = Cannabis. Com tanto problema que a sociedade enfrenta com as drogas não poderia deixar passar uma semelhança dessas. Ainda mais reforçada visualmente pela disposição dos produtos.

Caso #3 · Prudence
Num contexto onde as mulheres estão conquistando um espaço cada vez maior na sociedade, alcançando o posto que sempre deveriam ter tido, de igualdade com os homens, foi lançada uma peça que incentiva o sexo sem consentimento. Talvez algumas pessoas tenham achado a campanha engraçada, uma sacada interessante, mas provavelmente ofendeu muitas mulheres que já sofreram algum tipo de agressão sexual. É preciso pensar no público-alvo da campanha e nos públicos que serão atingidos e que poderão se manifestar a favor, ou pior, contra. A Prudence informou em nota que o conteúdo publicado não é de autoria da empresa e vem sendo divulgado de forma viral na rede desde 2007.

Caso #4 · Asus
Outra ação que desrespeitou as mulheres. A marca faz um comparativo entre o traseiro da mulher que está apresentando na foto e o computador. Isso parece trabalho do profissional que entende muito de internet e nada, absolutamente nada de comunicação, negócios, semiótica, comportamento do consumidor. A mensagem foi apagada pouco depois, mesmo assim não foi possível evitar os comentários e o desdobramento da história em outras mídias, categorizando a marca como machista.

Dica #1
Vislumbre todas as possibilidades de respostas que podem surgir. Imagine tudo o que já aconteceu com sua marca para não ter nada desagradável resgatado do baú para prejudicar sua ação.

Dica #2
Nome é coisa séria. Tanto para marcas, produtos ou qualquer outra entidade é necessário muita pesquisa antes de bater o martelo e dizer: “é este o nome!”. A pesquisa vai evitar este tipo de problema – semelhança da palavra com termos pejorativos ou que não condizem com os valores da marca – e também problemas relacionados à pronúncia, à tradução, significados etimológicos, históricos etc.

Dica #3
Se estão brincando com a sua marca na rede e isso pode trazer problemas para ela, procure agir. Entre em contato com as pessoas, deixe claro que sua marca não tem ligação com aquele tipo de conteúdo, documente em vários locais e tente minimizar a visibilidade do conteúdo de mal gosto.

Dica #4
Apagando ou não o conteúdo, ele vai continuar na rede, nos textos sobre o episódio, nos estudos de caso. O ideal é seguir o princípio de gestão de crises “se não quer que publique, não deixe acontecer”.

As plataformas de mídias sociais são ferramentas fantásticas de relacionamento com o consumidor, mas é preciso seguir alguns princípios e entender de gente, de comportamento do consumidor, de psicologia. O objetivo deste texto não é denegrir a imagem das empresas envolvidas nestes episódios, mas usar os acontecimentos para análise e referência para que os erros não se repitam.

Desejamos a você e à sua marca um ano de muito sucesso nas mídias sociais – e fora delas também!

Fonte: Revista Exame

 

marketing mídias sociais Sem categoria

Cuidados corporativos necessários nas mídias sociais.

Se antes do aparecimento das mídias sociais já era importante monitorar as operações organizacionais e a satisfação dos clientes, a fim de manter a lucratividade e a sobrevivência, hoje deixou de ser simplesmente importante e passou a ser uma questão de sobrevivência.
Isso porque, independente de você ter perfis da sua empresa nas plataformas de mídias sociais, sua marca pode estar aparecendo por lá por meio dos usuários.
O livro “Mídias Sociais… e agora?” cita o termo usuário-mídia. Um indivíduo que concentra um grande fluxo de informações e se transformou realmente em mídia. Ele faz a mediação das informações a respeito de alguns temas e influencia seus seguidores, leitores e fãs. O livro é resultado da tese de doutorado em ciências da comunicação sobre mídias sociais corporativas, defendida em 2010 na ECA-USP pela pesquisadora Carol Terra.
Antigamente, a assessoria de imprensa fazia a interface entre as organizações e a imprensa. Hoje, continua fazendo, mas existem também os influenciadores, blogueiros e personalidades que tem grande poder de mudar a opinião pública com seus comentários, tweets e posts.
Conforme afirma Martha Gabriel em seu livro Marketing na Era Digital, o ambiente digital é uma extensão do ambiente físico, com uma diferença: no ambiente digital você não controla a mensagem e a propagação é infinitamente mais rápida. Por isso, é necessário especial atenção com alguns aspectos da sua empresa:

• Produto – se o produto não é bom, seja sincero com você e aceite não entrar nas mídias sociais sem antes melhorá-lo. Produto ruim é um chamariz para crises nas mídias sociais. E elas se espalham rápido como fogo em palha seca.
• Operação – monitore a operação da sua empresa. Desde a matéria-prima até a logística e distribuição. Procure conhecer as pessoas envolvidas em sua cadeia produtiva. Uma pessoa mal intencionada pode prejudicar toda uma história construída com suor e trabalho. Monitore a operação constantemente para garantir que tudo está correndo bem, conforme o planejado.
• Público interno – existem casos de funcionários que mancharam a imagem de suas organizações por descuido dos líderes. Tenha planos para os colaboradores, estabeleça regras para o uso das redes sociais e, caso não queira o acesso no trabalho, deixe isso bem claro e estabeleça regras para o comportamento nas redes mesmo fora do horário de trabalho. É difícil dissociar as pessoas das marcas que elas representam, por isso é necessário este cuidado.
• Atendimento – atendimento ruim é imperdoável. Não deixe que pessoas mal treinadas atendam seus clientes. É necessário entender a importância vital dos clientes para as organizações e colocar em prática as regras para um atendimento excelente: amar o cliente, respeitá-lo, resolver o problema dele, colocar-se no lugar dele e entender as reais necessidades para supri-las com excelência.
Seguindo alguns passos simples, além de melhorar a sua empresa, deixar os clientes agradecidos, ainda vai evitar crises nas mídias sociais. Pense sobre isso.

gestão estratégica marcas Sem categoria

A gratidão como moeda.

“Lembre-se da última vez que alguém lhe fez um favor? Não quero dizer apenas abrir a porta para você; quero dizer algo como olhar os seus cachorros enquanto você passava o fim de semana fora ou dirigir quarenta minutos para buscá-lo no aeroporto. Como se sentiu depois disso? Grato, talvez extremamente sortudo por conhecer alguém que se dispusesse a ajudá-lo daquela maneira. Se tivesse a chance, com certeza retribuiria o favor. Talvez nem esperasse pela oportunidade – simplesmente faria alguma coisa para alegrá-lo e demonstrar-lhe sua gratidão de maneira espontânea. De fato, nenhum relacionamento pode ser menosprezado. Eles são o sumo da vida. O modo como cultivamos nossos relacionamentos em geral determina o tipo de vida que temos, e nas empresas não é diferente.”

O texto acima é de Gary Vaynerchuk, autor de “Gratidão: como gerar um sentimento incrível de satisfação em todos os seus clientes” e está no início do livro. Um convite ao leitor para refletir no poder da gratidão nos negócios.
Depois, o autor nos leva de carona em suas palavras até os açougueiros e balconistas de quitandas, mercadinhos e armazéns de 40, 50 anos atrás. Como era o atendimento? Era pessoal, atencioso e amigável. O dono da quitanda fazia questão de atendê-lo bem, pois assim você contaria para a vizinhança e todos os vizinhos poderiam se tornar clientes.
E hoje, com as mídias sociais, este poder de contar para os vizinhos aumentou e muito. Você conta da sua experiência de alta satisfação com uma marca ou loja e em questão de minutos sua mensagem pode ter atingido milhares de pessoas. A gratidão, segundo o autor, é a nova economia, a nova moeda. A venda não é mais um fim, em si.
No entanto, é preciso atenção porque a ingratidão é moeda corrente e tão eficaz quanto a gratidão em tempos de comunicação de alto alcance. É preciso um cuidado especial com o atendimento e com toda a operação da empresa para garantir que o cliente fique, no mínimo, satisfeito. Agora, se quiser extrair o melhor das mídias sociais, coloque nos seus clientes o sentimento de gratidão.