produtividade no trabalho
dia a dia Graphic Design

Formas de aumentar a produtividade no trabalho

Você está com a produtividade baixa esses tempos no trabalho? Nós temos dicas valiosas para você adotar e ver a diferença no dia a dia profissional! São fatos comprovados cientificamente que retornam bons resultados e sem nenhum custo! 

1- Tenha um momento para refletir
Se estiver com muita coisa na cabeça e não consegue mais sair do lugar, calma. Relaxe, deixe o cérebro inativo por um tempo para processar as informações de forma mais organizada e criativa, além de guardar mais memórias estáveis.

2- Trabalhe com intervalos
Intervalos de 20 minutos após 90 minutos seguidos de trabalho é o recomendado para que retornemos mais focados e com energia para realizar as próximas tarefas do dia. 

3- Não abuse do perfeccionismo 
Realizar jobs incríveis e com alto nível de qualidade profissional é realmente muito bom, mas cuidado para não abusar no perfeccionismo, pois pesquisas apontam que a queda da produtividade e o aumento do perfeccionismo muitas vezes estão relacionados. 

4- Não abrace todas as responsabilidades
Quando sua agenda já está lotada de jobs e você precisa de foco para produzi-las com qualidade, mas surgem outras demandas, o jeito é aprender a dizer a palavra mágica: “não”.
Trabalhar com criatividade e soluções inovadoras é um desafio diário e precisamos estar de corpo e alma dedicados a nossas tarefas para depois pensar nos demais assuntos. 

5- Faça amizade com a luz natural
A luz natural ajuda, e muito, não somente na produtividade profissional, como também em nosso ânimo diário e comportamento. Também evita com que sofra de transtorno afetivo sazonal (ou depressão do inverno).

6- Evite hora extra
Quando há diminuição da carga horária de 10 para 8 horas, a tendência é que a produtividade aumente, pois assim, o você não ficará sobrecarregado irá retornar com as atividades no próximo dia com total energia! 
Tente organizar melhor as demandas durante o dia para não exceder sua carga horária. 

7- Caminhe por aí 
Caminhar é um ótimo remédio para estimular a criatividade, relaxar e organizar os pensamentos. Por isso, não deixe de fazer sua caminhada. Além de movimentar seu dia, é comprovado que irá ajudar a solucionar vários dos seus problemas. 
Gostou? Essas dicas são de ouro! E você pode adota-las hoje mesmo para sua vida, pois são sem custo nenhum e vão trazer somente bons resultados para sua vida profissional e pessoal!
Falando em resultados, você já deu uma olhada no portfólio da Defoco? Nossos jobs estão lá no site: www.defoco.com.br. Dê uma passadinha por lá e conheça um pouco mais de nossa agência! 

7
influenciadores digitais
design internet marketing mídias sociais

Influenciadores digitais: a nova profissão que vai alavancar sua empresa 

A onda digital veio há alguns anos e conquistou seu espaço em nossas vidas. Nossos trabalhos, estudos e até mesmo entretenimento passaram a fazer parte do mundo virtual, é inevitável.

E com isso, a profissão de “influenciador digital” ficou muito mais evidente e famosa dentre os jovens. Ser blogueiro antigamente era como um passatempo, algo em segundo plano. Mas agora, é uma profissão e, dependendo de quanto sucesso você fizer com seus seguidores, maior será sua renda!
Fazendo parcerias com influenciadores digitais
Os influenciadores digitais estão por toda parte e levam muitos fãs por onde passam. Suas vidas são expostas a todo tempo para essas pessoas que se identificam e se espelham em seus estilos.

Por isso, é a hora certa para investir em parcerias e fazer com a seu produto/serviço brilhe com esses profissionais. Pois com o destaque em mídias sociais, fica muito mais fácil de divulgar para futuros clientes e conquistar mais seguidores para suas próprias redes!
O poder dos influenciadores
Os influenciadores são seguidos a todo momento, como já dissemos acima, e é isso mesmo que devemos explorar em suas profissões! Por isso, é muito importante prestar atenção para que o influenciador escolhido possa impactar o público que o segue e, que isto gere retorno para seu produto/serviço.

Mas não pense que contratar um influenciador digital fará de você automaticamente famoso e querido por todos os usuários da internet. Este trabalho necessita de muita análise em métricas, resultados e principalmente, profissionalismo e experiência no assunto.

É aí que a Defoco entra. Com agência Defoco cuidando de todo o planejamento e estratégia em suas campanhas, fica fácil conquistar o que você deseja: muita divulgação e destaque nas redes sociais.

Então, não perca mais tempo, a Defoco sabe o influenciador digital perfeito para alavancar seu produto/serviço. Vem com a gente!

Falando nisso, você ficou sabendo do evento incrível que a Defoco e a Muriel organizaram exclusivamente para influenciadores digitais? Se não, clique aqui para saber tudo sobre o Influbeauty! #sucesso

Acesse o site www.defoco.com.br e confira todo o nosso potfolio e nossos objetivos.

6
série netflix sobre design
comunicação design dia a dia Graphic Design inovação internet

“Abstract: The Art of Design” é a nova série da Netflix sobre Design e Arquitetura

Se você é desses que prefere curtir a “folia do carnaval” quietinho no seu sofá, assistindo boas séries e filmes, que tal conferir essa novidade da Netflix sobre design e processo criativo? 
Dia 10 de fevereiro, a Netflix lançou um seriado documental que aborda os temas Design e Arquitetura, chamado “Abstract: The Art of Design”. 
A série apresenta a história de 8 dos profissionais mais criativos do design atualmente. São: Bjarke Ingels (arquiteto), Christoph Niemann (ilustrador), Es Devlin (cenógrafo), Ilse Crawford (designer de interiores), Ralph Gilles (designer de automóveis), Paula Scher (designer gráfico), Platon (fotógrafo) e Tinker Hatfield (designer da Nike). 
O objetivo é compreender o processo criativo de cada um desses profissionais brilhantes, e claro, enriquecer sua biblioteca de referências para projetos de sucesso. 
Ficou curioso? Então assista o trailer para saber um pouco mais do que te espera:

Pronto, agora você pode aproveitar o feriadão para fazer aquela maratona da série e retomar os projetos com ideias incríveis e muita inspiração! 

5-motivos-para-nao-ter-redes-sociais
comunicação dia a dia internet marketing mídias sociais

5 motivos para sua empresa NÃO ter redes sociais

Hoje em dia, a humanidade foi tomada pela onda das redes sociais, não só para relacionamento pessoal, mas também para empresas!

Mas nós estamos aqui para mostrar 5 motivos para sua empresa NÃO ter redes sociais e continuar fora de toda essa virtualização. Vamos lá?
LOJA ONLINE
O comércio virtual de produtos e serviços no Brasil fez tanto sucesso que nosso país é o 3º lugar onde mais se faz compras pela internet! Além disso, ter uma loja online requer um investimento bem menor do que de uma loja física. E tem mais! Seus produtos ficam a mostra 24 horas por dia para os clientes comprarem a hora que quiser! Sabendo dessas informações, é melhor mesmo que não tenha loja virtual, pois sua empresa pode acabar recebendo muitos pedidos e solicitações de serviços em um pequeno período!
ANÁLISE DA CONCORRÊNCIA
Vários aplicativos e até mesmo o facebook disponibiliza relatórios de suas publicações e consegue comparar com seus concorrentes para que tenha o parâmetro de qual conteúdo está mais interessante e engajado, onde deve acertar para atingir o público alvo, etc, porém, não tendo redes sociais, os seus concorrentes nem ao menos sabem o que você está fazendo, vendendo ou divulgando!
PRATICIDADE
A internet tem o poder de aproximar pessoas, fãs de celebridades, profissionais de oportunidades e clientes de empresas! As redes sociais facilitam com que seus clientes achem sua empresa e saiba mais sobre você e seus produtos! Até mesmo conversas instantâneas sobre alguma dúvida pode ser tirada em instantes. Mas, isso tudo é muito trabalhoso e demanda tempo demais! Ou seja, não é recomendado.
MODERNIDADE
Tendo redes sociais, você fica muito mais antenado e por dentro do que está acontecendo no mundo todo! Pois todos os usuários estão conectados em diversas regiões diferentes, compartilhando acontecimentos e conteúdo de última hora. Mas, no momento, é melhor que você fique atento apenas aos acontecimentos de sua empresa e não invista tempo para pensar nos concorrentes ou cases de sucesso por aí!
INVESTIMENTO
Investir em redes sociais com estratégia e consciência está sendo um turbo a mais para qualquer comércio hoje em dia! Pois a grande maioria dos brasileiros consomem MUITO tempo de seu dia apenas conectados no Facebook!

Investir nas redes sociais, significa impulsionar seus produtos/serviços para além de seu ciclo de clientes. É explorar novos públicos e regiões.Por isso, o recomendado é que não invista, pois é um gasto a mais para sua empresa!

 

Mostramos somente 5 motivos, porém existem muitos outros que mostram o quanto você deve ficar AFASTADO das redes sociais! (Só que não, rs).

É claro que nós da Defoco, apoiamos e muito a ideia de digitalização e principalmente divulgação em redes sociais! Todos sabemos que essas novas ferramentas online, com estratégia e muito planejamento, conseguem rapidamente resultados muito positivos para sua empresa!

 

Então não pense duas vezes e entre em contato com a Defoco! Nós iremos preparar uma estratégia perfeita para sua necessidade! Acesse: www.defoco.com.br

1
comunicação design marketing Sem categoria

Plano de Marketing: Por que é importante?

Para criar um plano de marketing, é preciso planejar os objetivos, ações e orçamentos, além de colocar metas e incluir quais são os resultados esperados.

O documento é importante para pequenas e grandes empresas, pois permite uma comunicação clara entre todos os membros da equipe além de fornecer dados para acompanhar o sucesso de cada campanha publicitária.

Os dados analisados podem variar de acordo com o mercado, foco da empresa e demais detalhes de cada marca. Independente do formato escolhido é fundamental estruturar ideias e ações para poder transformar sonhos em realidade. Para garantir o sucesso do plano de marketing, a Defoco conta com profissionais experientes na área, que auxiliam empresas de diversos segmentos a obter os melhores resultados.
Pilares da divulgação
O primeiro passo é conhecer o público alvo. Uma boa campanha de divulgação considera as preferências dos potenciais clientes para gerar um conteúdo atrativo e voltado aos interesses do consumidor.

Em seguida, é hora de programar as ações. Objetivos, metas financeiras e estratégias são definidos logo no começo, no entanto, esses dados são flexíveis e podem ser alterados ao longo do caminho se isso se mostrar necessário. Analisar a concorrência ajuda a definir esses fatores.

O último passo consiste em controlar a analisar. O controle da campanha é uma chance de aprender com os pontos fortes e fracos e analisar as melhores estratégias para as próximas ações de divulgação.
Vantagens de contratar a Defoco
A internet está repleta de informações sobre plano de marketing e até mesmo dicas de como fazer isso por conta própria. No entanto, é importante lembrar que o marketing é uma peça fundamental para o sucesso de uma empresa e seria um grande risco colocar essa função nas mãos de pessoas despreparadas.

Existem profissionais que se dedicam apenas à divulgação, acumulando conhecimento e experiência ao longo dos anos. Além disso, ao contratar uma agência completa como a Defoco, é possível contar com os melhores profissionais em vídeo, fotografia, web, B2B e até mesmo para o desenvolvimento de embalagens.

A agência estabelece metas claras e pensadas de acordo com as preferências do público alvo da marca.

O plano é levar o visitante a se tornar um cliente fiel que desenvolve uma relação com a empresa e passa a ser um divulgador, indicando os produtos para amigos e familiares.

Além disso, criar um plano para cada campanha de divulgação gera economia. Isso acontece, pois um plano estruturado é capaz de atingir as pessoas certas, alcançando melhores resultados sem aumentar o orçamento. Os objetivos seguem um passo a passo seguro, sempre acompanhado por profissionais experientes.

Os dados de cada campanha podem ser mensurados para avaliar os pontos fortes e fracos e planejar os próximos passos com segurança. Os indicadores de performance mostram o desempenho e a evolução de cada estratégia utilizada.

A Defoco conta com uma equipe preparada para estudar a melhor forma gerar satisfação para todos os membros da empresa e para os clientes. O controle de cada trabalho pode ser feito de forma online através de um sistema que integra agência e cliente.

comunicação eventos marcas Sem categoria

Organização de um evento: atenção aos mínimos detalhes!

Toda marca quer ganhar visibilidade, exposição e reconhecimento perante os seus seguidores e consumidores. No entanto, a valorização de uma marca não é algo que acontece de um dia para o outro, é preciso trabalho árduo e focado em conseguir alavancar os conceitos, a visão e os valores da marca. Hoje em dia, o público consumidor está mais atento às marcas e aos seus produtos ou serviços, optando por aquelas que mostrem muito mais do que apenas a intenção de comercialização.

Uma boa maneira de levantar a sua marca e ganhar uma boa visibilidade é promovendo um evento. No entanto, realizar um evento para o mercado e a mídia especializada não é tão simples assim. É preciso saber exatamente o que você quer mostrar de qualidade positiva da sua marca, como mostrar e, o mais importante, para quem essa ação irá ser direcionada. Respondendo a todos estes pontos, o seu evento com certeza irá atingir um número muito maior e, principalmente, com uma eficácia mais assertiva.

Para realizar um evento de sucesso, é importante que a empresa conte com uma agência de comunicação especializada neste tipo de ação. A Defoco é uma agência preparada para criar o seu evento e fazer dele algo grandioso, com uma grande exposição no mercado em que você atua e na mídia especializada do setor. O maior segredo para um evento deste porte é prestar atenção nos mínimos detalhes. A Defoco se compromete a atuar nas três fases do seu evento – pré, durante e pós a ação -, dando o suporte necessário para que tudo saia conforme o planejamento.

Vamos às fases:

Pré evento
Aqui é importante saber qual é o objetivo do seu evento. Para quem você quer divulgar a sua marca, como ela deve ser exposta, qual deve ser a comunicação utilizada durante este processo, entre tantas outras questões. Além disso, a Defoco trata de fazer uma lista com todos os agentes importantes para a sua marca e que devem receber o convite para o seu evento. Mídia, parceiros, fornecedores, clientes, potenciais clientes são algumas das pessoas e profissionais que podem comparecer ao evento. A agência também é responsável, durante esta fase de pré-produção do evento, de reservar o lugar, ver o formato da apresentação para adequar o salão e todas as demais questões administrativas necessárias para a realização de um evento.

Durante
Nesta fase, o papel da agência é se certificar que tudo está saindo como o planejado. A Defoco estará presente no evento, dando todo o suporte que é preciso no dia da ação e em prontidão caso ocorra algo que não estava planejado. Durante o evento, é importante verificar sempre se a marca está tendo uma boa recepção e se está sendo vista de maneira adequada pelos convidados.

Pós-evento
Esta parte é destinada aos feedbacks e às críticas. O trabalho da agência nesta fase é saber quais são os resultados da exposição da marca perante os agentes do mercado e da mídia especializada. Certificar-se de que todos receberão a mensagem da forma como deveria ser transmitida. Desta forma, a cada evento, o seu sucesso será ainda maior.

Para mais informações sobre o planejamento da sua empresa, não deixe de entrar em contato com a Defoco – www.defoco.com.br . Estamos prontos para atendê-lo!

2
design Sem categoria

O papel do design gráfico hoje.

O mundo está saturado de informações. Pense, desde a hora em que você acorda até a hora que vai dormir, na quantidade de informação com que você lida. É absurdamente grande.
Em matéria recente da Supermercado Moderno sobre este assunto, Lucas Barcelos, da rede Super Bom, com 11 lojas no estado do Rio de Janeiro, diz que a maioria das newsletter que recebe ele nem lê. “Só passa pelo filtro o que vem de fontes conhecidas e confiáveis”, diz a matéria. Ele ainda afirma que seleciona aquelas que podem impactar diretamente o trabalho, ou seja, as que têm relevância para ele.
Um artigo do Webinsider, de 2003  também aborda o excesso de informações e a “economia da atenção”. O diretor da Accenture, Thomas H. Daveport fala sobre o maior desafio do marketing hoje que é chamar e reter a atenção das pessoas. A atenção é um valor importante para os negócios, mas como gerenciá-la?
Na prática funciona mais ou menos assim: cresce a cada dia o número de empresas que entram no mercado oferecendo produtos e serviços. Para que se tornem conhecidas precisam anunciar, empurrar informações a respeito delas. As organizações já existentes também precisam se manter visíveis, caso contrário serão soterradas com as informações das concorrentes que aparecem todos os dias. Isso faz crescer vertiginosamente o número de informações a que somos expostos todos os dias.
Uma das funções do design gráfico, é comunicar melhor. Simples assim. E isso é possível porque a matéria-prima do design gráfico são imagens, texturas, recursos visuais diversos. As imagens transmitem informações em uma velocidade muito grande. E não é pouca informação. Algumas empresas utilizam em seus anúncios uma imagem e o logotipo apenas. Muitas vezes a imagem traduz o conceito, o estilo de vida, a forma de uso do produto ou serviço, os benefícios, só para falar de alguns significados.
Cada vez mais o design tem sido visto como aliado estratégico dos objetivos organizacionais. Uma ferramenta para tornar a comunicação mais rápida, eficiente e atraente, já que considera também o apelo estético, a criatividade e o domínio da linguagem visual – comunicação por imagens.
Em artigo publicado no início de dezembro de 2012 no site da revista Exame, a consultora Mariela Castro indica treze tendências para 2013, relacionadas às redes sociais online. Uma delas diz respeito à crescente utilização de imagens. Diz que o conteúdo nas mídias sociais será cada vez mais visual. Em um momento onde as pessoas estão sem tempo e são bombardeadas de informação o tempo todo, o negócio é tender a consumir conteúdo mais rápido.
Por isso, em 2013 planeje ter uma preocupação maior com:
1. O design da comunicação da sua empresa;
2. A relevância do conteúdo que você produz;
3. A quantidade de informação relevante que você “empurra”.
O grande segredo é produzir conteúdo que seja puxado e não empurrado e o design tem esse potencial. Basta ver o número de blogs e veículos que divulgam produtos, materiais impressos e digitais bem elaborados, com design arrojado, inovador, pensado para facilitar a vida das pessoas.

E se precisar de ajuda neste desafio, conte com a Defoco!

 

marketing Sem categoria

Estratégias para a hora da verdade.

É no ponto de venda que o consumidor toma a decisão de levar pra casa o seu produto ou o do concorrente. Antes de o consumidor chegar no ponto de venda, tem todo um trabalho de comunicação que deve colocar a sua marca no lugar da primeira escolha dele na categoria.
Só que o ser humano é complexo e a neurociência tem mostrado cada vez mais o quanto somos “estranhos”. Por exemplo, pode ser que determinada marca tenha feito um excelente trabalho de comunicação, tenha chamado a sua atenção, despertado o interesse, criado em você o desejo de usufruir daquele produto ou serviço, por uma questão de preço você pode optar, na última hora, pelo produto concorrente. E neste exemplo, a diferença que pode motivar a desistência pode ser para cima ou para baixo, não importa.
O preço é apenas um dos fatores que influencia a compra de um produto no PDV. Existem muitos outros, como embalagem, decoração, fragrância, organização, limpeza do local, os materiais com informações sobre o produto, os apelos promocionais como stopper, faixa de gôndola, wobbler. Esses e muitos outros influenciam na escolha da sua marca.
Este post não trata de apresentar detalhadamente cada fator de influência, mas provocar o caro leitor do nosso blog a refletir sobre tudo que pode influenciar o shopper* no momento de escolher uma marca e como gerenciar estes fatores de influência favoravelmente à sua marca.
O grande objetivo é coordenar todos os esforços de marketing da indústria até o consumidor final, ou seja, o relacionamento com logística, merchandising, intermediários de marketing e tudo isso para entregar um produto com boa comunicação, preço adequado, posicionamento bem definido e pronto para ser comprado.
Mas, concentrando a reflexão no ponto de venda, podemos dizer que todo o trabalho que é feito, desde a concepção do produto até ele chegar no ponto de venda, pode ser perdido se não houver, desde o começo uma estratégia consistente para estimular o consumidor a levar o seu produto ao invés do produto concorrente.
Vamos deixar 5 dicas para você melhorar a performance da sua marca no PDV.1. Design de embalagem: menos de 11% dos produtos de um supermercado têm suporte de comunicação fora do estabelecimento. O design de embalagem, muitas vezes, é o único veículo de informação sobre o seu produto. Precisa ser feito por profissionais competentes, para alinhar a estratégia da empresa, o posicionamento do produto, a categoria, tudo transformado em cores, texturas, tipografias para convencer o shopper que a melhor opção é sem dúvida a sua marca.

2. Cuide bem do “antes”: ter a melhor embalagem ajuda muito, mas se houver um trabalho de comunicação ao redor do consumidor antes de ele visitar o ponto de venda, as chances de ele levar o seu produto aumentam substancialmente. E aqui, não estou falando de comunicação de massa, TV Globo, milhões de reais em uma campanha, não. Estou falando de comunicação criativa, comunicação para a nossa época, adequada com o perfil de cliente. Comunicação com conteúdo, daqueles que o consumidor se envolve, se interessa, vai atrás.

3. Use o site da marca: um dos canais que podem ser utilizados para fazer parte da comunicação do tópico acima é o site da marca. Ele pode, inclusive, ser a plataforma centralizadora da comunicação do produto. Investir em sites desenvolvidos especificamente para as plataformas móveis também é uma grande vantagem. Hoje, muita gente vai para o ponto de venda e pesquisa na frente do produto para encontrar mais informações sobre ele e então poder decidir pela compra. Disponibilize informações. Não seja cansativo, mas não deixe de vender por falta de informação.

4. Crie uma atmosfera: existem diversas maneiras de criar uma atmosfera adequada para a compra do seu produto no PDV. O uso de cores, texturas, fragrâncias e decoração no ponto de venda ajudam a criá-la. Sabemos que existem as limitações impostas pelos lojistas, mas mesmo que consiga um pequeno espaço é possível chamar a atenção do consumidor, criar a atmosfera adequada, aumentar as vendas e aí então, conquistar mais espaço no PDV.

5. Conheça o consumidor: investir em pesquisa é o caminho para conhecer as motivações do consumidor e então desenvolver apelos, atributos e descobrir benefícios para comunicar no momento de decisão de compra. Existem basicamente duas formas de pesquisa: dados primários e secundários. A de dados primários é aquela que busca a informação direto na fonte, ou seja, no próprio shopper, ou no consumidor. E a de dados secundários é levantar e organizar dados que já foram coletados em outras pesquisas e estão disponíveis em sites e portais. Quanto mais se conhece sobre o consumidor, mais competência se cria para falar com ele e convencê-lo de que a sua marca é a melhor alternativa.

Agora, mãos à obra e se precisar de ajuda, não deixe de falar com a gente!

*Shopper: a pessoa que vai no PDV para comprar. É importante nomear porque o consumidor é aquele que vai consumir, que vai fazer uso do produto, mas nem sempre é ele quem compra, por isso a importância de determinar com quem estamos falando.

 

1
comunicação design internet marketing Sem categoria

Dicionário de Marketing para clientes Defoco

Para facilitar a nossa comunicação, elaboramos este pequeno dicionário de termos técnicos da área de comunicação e design. Quando surgir alguma dúvida, acesse este texto e acabe com ela!

Briefing
Derivado do termo brief, que em inglês quer dizer resumo. Briefing é o documento que dá sustentação à criação publicitária ou a outras criações de design. É por meio do briefing que, por um lado, o cliente consegue refletir na solicitação que está fazendo, nos objetivos e na utilização do material. Por outro lado, a agência tem informação para atender à solicitação de forma assertiva, rápida e oferecer a solução que o cliente realmente precisa. Quanto mais completo melhor. Ganha tempo a agência e ganha tempo o cliente.

Planejamento
Planejar é o ato de pensar sobre o que não irá acontecer a menos que se faça alguma coisa. O planejamento por parte dos clientes nos ajuda muito, pois quando há um planejamento prévio das ações temos mais tempo para criar soluções e resultados que surpreendem. Lógico que em algumas situações não há tempo para planejar, mas vamos deixar algumas dicas neste link  para lhe ajudar. Acesse assim que puder.

Anúncio
Comunicação paga, feita em revista, jornal, tablóide de ofertas. As medidas geralmente são 1 página, 1/2 página, 1/3 de página ou de acordo com o veículo.

Apresentação
Conjunto de slides para apresentar uma ideia, um projeto, um lançamento, toda a linha de produtos ou a empresa. Pode ser de dois tipos:
1. Para apresentação pessoal: com pouco texto, texto em tópicos e bastante imagens para reforçar o que está sendo dito pelo orador;
2. Para enviar por e-mail: este formato pede textos mais longos já que não terá a presença do apresentador para discursar sobre o conteúdo da apresentação.

Banner
Peça publicitária vertical para PDV composta por uma lona e duas estruturas de madeira para sustentação – parecidas com cabo de vassoura. Geralmente é utilizada em ações promocionais para dar evidência a algum lançamento ou linha de produtos. Não existe um tamanho padrão, mas um formato muito utilizado é o 90 x 120 cm. Pode ser impresso com fotografias ou pode ser feito com adesivo de recorte.

Faixa
Similar ao banner, mas no formato horizontal. A faixa varia muito em tamanho, dependendo do local onde será instalada.

Painel
Semelhante a faixa e ao banner, mas este tem uma estrutura e é normalmente utilizado para divulgar uma informação mais duradoura. Algumas empresas utilizam para colocar o nome da loja, ou alguma linha de produtos parceiros da loja, dentro do próprio estabelecimento.

Catálogo
Material impresso que tem o objetivo de apresentar todos os produtos de uma marca / empresa. Chamamos de catálogo também o material que apresenta a empresa em detalhes, mesmo que não apresente todos os produtos.

Design de Embalagem
Aqui englobamos todos os dois principais serviços relacionados ao design de embalagem: o rótulo e o design da forma da embalagem.

E-mail Marketing
Peça publicitária para ser enviada por e-mail. Para utilizar e-mail marketing com eficácia, o correto é criar uma landing page, que receberá todo o tráfego proveniente do e-mail marketing. Desta forma, é possível mensurar a ação com número de cliques e cadastros.

Folder
O termo folder vem de fold, que em inglês quer dizer dobra. Nós chamamos de folder o material que tem até duas dobras, seja ele institucional ou promocional. O mais comum é aquele formato com duas dobras, aberto no formato A3 ou A4.

Identidade Visual
É a criação e definição da maneira como a empresa vai se expressar visualmente. Inclui logotipo, cores, tipo de letra padrão para documentos internos e externos, texturas e outros elementos que reforçarão a identidade da empresa no campo visual.

Impressos
Se não é folder, nem catálogo pode ser considerado um impresso. Nesta categoria estão panfleto, flyer, lâmina, folheto, take one. Trata-se de um material promocional para ser distribuído, normalmente no ponto de venda (também é muito utilizado em eventos onde há grande circulação de pessoas).

PDV
Materiais que não constam em nenhuma das categorias acima para ser utilizado no PDV. Entre eles estão woobler, faixa de gôndola e stopper. Existe também a possibilidade de criação de novos formatos, de acordo com o nível de relacionamento que a marca tem com o PDV.

Site
Conjunto de páginas na internet que falam sobre a empresa, seus produtos, sua história, seus diferenciais e ainda disponibiliza canais de contato.

Landing Page
Semelhante a um site, mas tem um conteúdo vertical, ou seja, muito conteúdo específico sobre um determinado assunto – produto, promoção, diferencial -, e é utilizada em campanhas de e-mail marketing.

Vídeo
Este termo não causa nenhuma confusão, mas em síntese, é um conjunto de imagens sobrepostas com intervalos de tempo menor que 1 segundo que dão a ilusão de movimento. Existem algumas categorias de vídeo para empresas:
1. Institucional: é o vídeo que apresenta a empresa, sua missão, visão e valores, seus diferenciais, sua linha de produtos, como ela lida com os funcionários e com os diversos públicos estratégicos, parceiros, comunidade, entre outros. Não existe um tempo padrão para vídeo institucional. O tempo de duração depende do conteúdo e do ritmo que tem a edição para que ele transmita a mensagem institucional e não canse o espectador.
2. Promocional: normalmente é um vídeo mais curto, para destacar um produto, seus benefícios e atributos. Pode ser utilizado para apresentações comerciais ou para ser disponibilizado na internet, em sites de vídeo como o Youtube.
3. Publicitário: são vídeos nos formatos para TV e tem 15, 30, 45 ou 60 segundos de duração.

Se quiser, sugira novos termos para incluirmos aqui.

Última atualização dia 09/10/2012.